O Tex Gigante em Cores e o seu impacto

A chegada do Tex Gigante em Cores - TGEC ao Brasil, foi sem sombras de dúvidas um momento de bastante regozijo, onde o Fã Clube se mobilizou  e mobilizou através da mídia este lançamento, que era tão aguardado por todos: fãs e leitores não usuais de TEX, esgotando todo o estoque da Editora Mythos ainda em seu lançamento.


A chegada de TGEC 01 com preço acessível, cores únicas, papel de primeira, acabamento em capa dura e formato gigante elevaram as expectativas para que a coleção dos Tex Gigantes prossiga em banca, possibilitando uma coleção de LUXO para o leitor e ainda mais para os fãs texianos que vem acompanhando o ranger nesta escalada de melhor qualidade gráfica e de formato.
Afinal de contas, desde o início de sua publicação em solo brasileiro, as revistas do Tex, foram pautadas pelo p/b, formatinho e papel sem grandes 'apelos' e preço para qualquer bolso, uma leitura 'dime press' tão sonhada por seus autores/editores, e responsável em grande parte pelo ENORME SUCESSO da personagem, e mesmo a coleção 'normal' dos Tex Gigantes, aqui republicadas em cores, seguiam a mesma premissa de papel, editoração, com uma capa cartonada bastante simples.


Não restam dúvidas que a qualidade e a chamativa coleção/formato "LUXO" deram o tom para a tamanha receptividade, porém não há recentemente pela rede uma mobilização tão grande em torno de um lançamento, como foi visto com a TEX Gigante em Cores, certamente essa CAMPANHA que o Fã Clube, associados e leitores fizeram, enviando e compondo o mosaico criado pelo Fã Clube Tex Brasil com suas fotos e sua revista em mãos, tenham elevado e contribuído e muito para que a edição ESGOTASSE em sua 1ª Tiragem, feito inédito nesta história recente das HQs em bancas!

Tamanho sucesso reflete nossa busca por um novo formato de revistas em banca, que não seja só uma 'edição/veículo' de conteúdo sem apelo, mas sim na busca de um novo suporte de leitura, de colecionismo e de realizar um 'velho' sonho, de ver TEX com toda qualidade que se possa imaginar, e parece que temos alcançado esse patamar, até o presente!
Vamos que vamos!!

Não saia sem comentar no site

Pages