Agradeço a meu saudoso e querido pai Arentino e a minha amada mãe Conceição pela minha criação e educação feitas com muito amor e carinho! Sou o irmão caçula, tenho três irmãs mais velhas e a diferença é de 08 anos de idade em relação a mais nova delas. Eu brincava sozinho, e na minha infância, na década de 70, este foi um dos motivos para começar a ler e me apaixonar pelas histórias em quadrinhos, pois os gibis eram meus companheiros inseparáveis; quando começava a ler eu entrava nas histórias, e foi assim que surgiu o meu irmão mais velho na minha vida: Tex Willer!!!

Um herói de carne e osso dos quadrinhos, ele não tem super poderes, mas a cada história que lia eu entrava nas aventuras juntamente com meu ¨irmão mais velho Tex¨ e seus Pards: meus amigos Kit Carson, Jack Tigre e Kit Willer.

Com eles aprendi a desenvolver o senso de justiça, a verdadeira amizade, a tratar as pessoas de forma igual, independentemente de sua cor ou raça, se é rica ou pobre, entre outros preconceitos. Desta forma, valorizar o caráter das pessoas passou a ser o importante para mim e estes valores morais cresceram junto comigo e me ajudaram a ser uma pessoa melhor!

No ano de 1971 a Editora Vecchi começou a publicar a revista Tex desde o nº 1 com histórias completas a cada edição. No meu ponto de vista foi a melhor estratégia de vendas na época e o que fez com que o número de leitores aumentasse cada vez mais a cada publicação. Já na Itália, onde Tex foi criado em 1948 e é considerado um mito, juntamente com a Ferrari e a pizza, Tex sempre foi publicado com histórias que somente eram completadas em várias edições.

A coleção de Tex na Itália já estava bem avançada, numa numeração bem alta com muitas histórias já publicadas e o que fez então a Editora Vecchi? Ela, de forma inteligente, escolhia as melhores histórias, não obedecia a ordem cronológica italiana e colocava uma história completa numa mesma edição, o que fazia muito sucesso, atraindo milhares de leitores para as bancas de jornais todos os meses para comprar a revista Tex. Depois de um tempo surgiram as edições especiais de Natal e de férias, e é o que irei mostrar para vocês a partir de agora…
No final de cada revista vinha o anúncio e a foto da história que iria ser publicada no mês seguinte. Eu ficava ansioso, não via a hora de ir à banca do Renato buscar a edição de Tex – isso quando não o ficava perturbando todos os dias para perguntar se já tinha chegado a revista! É, dono de banca de jornal naquele tempo tinha que ter uma paciência… rs.

E quando era edição de Natal ou de férias então, meus olhos brilhavam: as histórias vinham completas e com aproximadamente duzentas páginas; um verdadeiro filme de faroeste em quadrinhos… era demais!!! Outra coisa legal é que além das histórias nas edições especiais, vinham também matérias diversas sobre o mundo de Tex e do faroeste americano em geral, onde você também aprendia a conhecer ainda mais os costumes das pessoas e a História da época do Velho Oeste!

Eis algumas edições especiais publicadas pela Editora Vecchi na década de 70 no Brasil. Para saber mais informações sobre as histórias destas edições, veja os links correspondentes. Cada um deles acessa o site Texbr do Pard e amigo Gervásio Santana de Freitas, sem dúvida, um dos grandes divulgadores de Tex e dos outros personagens Bonelli no Brasil. Quando voltei a ler e colecionar Tex no Brasil no ano de 2003, tive como exemplo e referência o site Texbr.

Tex 34 – Navajos em Pé de Guerra
Especial de Natal publicado em dezembro de 1973
34 (Copy)

Tex 46 – O Grande Rei
Especial de Natal publicado em dezembro de 1974
46 (Copy)

Tex 58 – A Noite dos Assassinos
Esta é a minha história preferida de Tex
Especial de Natal publicado em dezembro de 1975
58 (Copy)

58a (Copy)

Tex 70 – Os Caçadores de Escalpos
Especial de Natal publicado em dezembro de 1976
70 (Copy)

Tex 82 – Pat, o Irlandês
Especial de Natal publicado em dezembro de 1977
82 (Copy)82b (Copy)

82a (Copy)

Tex 88 – A Marca do Dragão
Especial de Férias publicado em Junho de 1978
88 (Copy)

Tex 94 – Pacto de Sangue
Especial de Natal publicado em Dezembro de 1978
94 (Copy)

Tex 100 – Aventura em Utah
Especial de Férias publicado em Junho de 1979
100 (Copy)100a (Copy)100b (Copy)

Tex 106 – Os Prisioneiros do Deserto
Especial de Natal publicado em Dezembro de 1979
106 (Copy)

Tex 112 – El Muerto
Especial de Férias publicado em Junho de 1980
112 (Copy)112a (Copy)

A cada soco que Tex dava em um contrabandista de armas ou de álcool, num político poderoso corrupto, num general do exército que perseguia os índios e em muitos outros malfeitores do oeste americano, eu me sentia orgulhoso ao estar ao seu lado. O duro é perceber que ainda nos dias de hoje tem um monte destes bandidos por aí, disfarçados, fazendo mal para as pessoas. Por isso Tex é publicado até hoje, atualmente pela Editora Mythos, mais atual do que nunca! O mais importante é ajudar a manter viva esta chama criada por Gian Luigi Bonelli e desenvolvida por seu filho Sergio Bonelli, através de nosso herói Tex Willer e seus Pards, para as novas gerações!!!

Viva Tex Willer!!


Adriano Rainho
Prezo a amizade, a honestidade e o senso de justiça entre as pessoas!!!
Aprendi com meu herói dos quadrinhos Tex Willer!


Publicado em 25/06/2015 por Adriano Rainho no portal Colecionadores de HQs

Fonte: http://colecionadoresdehqs.com.br/meu-irmao-mais-velho-tex-willer/