Tex de frente com André Luiz Garcia Aurnheimer


http://texwillerblog.com/wordpress/wp-content/uploads/2012/06/Capa-do-disco-MY-NAME-IS-TEX-de-Graziano-Romani.jpg


Preâmbulo: Imagine se você, fã de Tex Willer, pudesse ficar cara a cara com o grande ídolo. Melhor ainda, seria se o ranger mais famoso do mundo se interessasse pela sua vida e passasse a fazer inúmeras perguntas a você. Imaginamos essa contato surreal e queremos ver como você aguentaria a emoção. Divirta-se e responda com paixão.

Tex Willer: Olá, pard. Sou Tex Willer, vamos nos conhecer melhor? Fale um pouco de você, como é sua vida social, familiar e cultural.

André Luiz Garcia Aurnheimer: Eu me chamo André Luiz Garcia Aurnheimer, sou professor da rede pública do Rio de Janeiro e vendedor/colecionador de gibis e álbuns.



Tex Willer: Que legal, com que idade começou a ler as minhas aventuras?

André Luiz Garcia Aurnheimer: Na verdade, comecei a ler Tex tarde, já que não colecionava faroeste, como entrei neste meio de vendedor, por volta dos 30 anos, acabei lendo algumas revistas e gostei do personagem, também do grande Ken Parker que é de uma humanidade ímpar.

Tex Willer: E dessas aventuras, qual a que você mais gostou?

Luiz Garcia Aurnheimer: Tex, não sei precisar, foram tantas!

Tex Willer: Kkkkkkk! Realmente, todas são muito boa. Ok, ranger. Existem diversos personagens de quadrinhos, com os mais variados estilos o que mais lhe atraiu exatamente nas minhas histórias?

André Luiz Garcia Aurnheimer: Talvez a amizade com que você tem com seus parceiros, tem uma aventura que saiu no Brasil no especial Bonelli,após a morte dele, que retrata bem isso, não lembro o nome dela.

Tex Willer: Já vi que você está superando o “camelo velho”. Mas me diga, você coleciona? e quantas revistas há na sua coleção?

André Luiz Garcia Aurnheimer: Além de Tex coleciono Marvel/DC, HANNA-BARBERA, BONELLI, etc, não sei precisar quantas revistas tenho.

Tex Willer: Qual o autor e desenhista da sua preferência?

André Luiz Garcia Aurnheimer: Pergunta difícil são tantos, mas gosto muito do velho Gian Luigui Bonelli, Gallep, Frank Miller, Stan Lee, John Buscema.

Tex Willer: Em sua opinião, há mais jovens ou adultos que lêem as minhas aventuras? E por quê?

André Luiz Garcia Aurnheimer: Pessoas mais velhas não apenas do Tex, mas quadrinhos de modo geral, talvez a turma da Mônica fique fora disso, infelizmente, poucos jovens leem, isso se dá não apenas nos quadrinhos, mas também nos livros.

Tex Willer: E a respeito de meus outros parceiros, o que você acha?

André Luiz Garcia Aurnheimer: Você tem bons amigos.

Tex Willer: Fiquei satisfeito em saber que existe um fã clube no Brasil. Fale-me a respeito deste quartel de rangers.

André Luiz Garcia Aurnheimer: O fã clube é uma porta que se abre para os amantes de Tex, Zagor, Ken Parker entre outros, possibilita que os membros do grupo tenham contato com grande amantes de Tex e companhia, possam bater papo, completar suas coleções e aprender mais sobre o mundo Texiano.

Tex Willer: Sei que o Brasil é muito grande, como vocês fazem para se reunir?

André Luiz Garcia Aurnheimer: Há encontros anuais e regionais de Tex o que possibilita o intercâmbio, mas quem sabe não pode haver um grande encontro virtual que englobaria as pessoas que não pudessem estar nos encontros presenciais?

Tex Willer: Segundo sua visão referente ao Clube Tex Brasil responda Quais são seus pontos fortes?

André Luiz Garcia Aurnheimer: É um bom lugar para divulgar a cultura dos quadrinhos, isso é muito importante, devemos não deixar os quadrinhos morrerem.

Tex Willer: E quais são seus pontos fracos?

André Luiz Garcia Aurnheimer: Não tenho nada a reclamar do clube, já que é um esforço que os membros fazem para que não morra a paixão pelo Tex.

Tex Willer: Soube que você deu uma grande contribuição no meu II Encontro Nacional o Sampa Fumetti con, desde já agradeço e te pergunto: Qual foi sua avaliação do evento:

André Luiz Garcia Aurnheimer: Boa, os fãs estimularam a leitura e discussão sobre os personagens Tex. O que gostei muito que havia algumas crianças, poucas, é verdade, mas quem sabe essas crianças consigam manter viva a paixão pelos quadrinhos em geral?

Tex Willer: De acordo com sua grande experiência no mundo dos quadrinhos e reconhecendo a nossa inexperiência na área de divulgação pedimos sua sugestão para estratégias de curto, médio e longo prazo para o clube Tex Brasil.

André Luiz Garcia Aurnheimer: Experiente eu? Quem dera! Rapaz, acho que o grupo está no caminho certo, vocês divulgam em blogs o grupo, grupos do face, etc. O que pode ser melhorado? Sinceramente não sei, já fizeram adesão popular, brindes, etc, só resta parabenizar o presidente Jesse e os demais membros. Tex, sempre Tex!

Tex Willer: Você acha que nós, os rangers (gênero faroeste), ainda teremos espaço nos próximos anos?

André Luiz Garcia Aurnheimer: Espero que sim, mas se fosse diretor da Mythos, Panini, Abril, etc, distribuiria revistas em quadrinhos nas escolas, já que difundira os quadrinhos entre os jovens, aumentaria o consumo e não morreriam os personagens. A turma que gosta de faroeste está envelhecida, é preciso fazer alguma coisa para modificar isso.

Tex Willer: Para concluir, gostaria que você deixasse uma frase que te marcou na vida

André Luiz Garcia Aurnheimer: Viva o presente intensamente, já que o passado já passou e o futuro ainda não existe!

Não saia sem comentar no site

Pages