TITO FARACI O MAESTRO DOS SENTIMENTOS

[caption id="attachment_2239" align="alignleft" width="303"] Tito Faraci[/caption]

Quem lê Tex, já a algum tempo, sabe como é complexo o trabalho de um escritor, com a responsabilidade de escrever os complexos enredos do Ranger Bonelliano, trabalho de fazer tremer os joelhos, cada argumentista de Tex tem seu estilo pessoal, e é imprescindível que o Leitor assíduo de Tex encontre o filão Texiano a qual está acostumado na leitura. (Responsabilidade enorme) sorte que para tão grande missão, Tex pode contar com feras consagradas dos"fumettis" pessoas como o escritor Tito Faraci, um escritor cuja particularidade a meu ver está na grande habilidade em mexer com os sentimentos dos leitores.


Na pequena e lacrimosa hq de despedida entre Superpdownloadato e Pardal se vê a habilidade em emocionar que Faraci tem... em um mundo diferente onde os poderes do pato parecem não depender mais das invenções tolas do Frango de Carl Barks, (acho que muitos leitores Italianos devem ter perguntado que fim levou o Pardal na saga futurista do Super)..bem, nesta Tito-Faraci-per-scrivere-fumettiHq Faraci nos causa um aperto no coração também, na dura hora de dizer adeus, o desenhista teve o cuidado de desenhar o Pardal de costas, como que para não mostrar as lágrimas nos olhos do velho Galináceo...mas o leitor sente toda a emoção daquele momento, ainda mais quando o " um" pergunta se foi difícil dar aquele Adeus, Pardal responde que "Sim".


Voltando ao Grande Tex, a edição anual 14 do nosso Ranger"A lei de Starker" temos mais um exemplo de Faraci coordenando as circunstâncias visando despertar a emoção do leitor Tex acompanha o menino negro a um armazém e o proprietário embasbacado pela pessoa de Tex ignora o menino, taxando-o de" focinho preto" numa atitude preconceituosa que causa indignação do leitor, mas tal indignação é imediatamente saciada pelo Maestro dos Sentimentos, que faz com que Tex Reaja da forma com que o leitor espera que ele reaja diante de tal situação, com um sorriso simpático e amável Tex pede um pouco de piche, depois de passar o Tito-Faraci-e-CorradoMastantuono-por-Bira-Dantaspiche na cara do comerciante, o leva diante de um espelho para que julgue quem agora tem o "focinho mais preto"...o leitor se sente vingado nessa tira, no fim da aventura, novamente a emoção toma conta da gente quando Tex "aconselha" Sammy a verificar as tábuas meio "soltas" do assoalho.(quem leu sabe o que aguarda o humilde garoto nas tábuas soltas do assoalho)...a gente lendo também sente vontade de dizer "muito obrigado e Deus te abençoe generoso Tex"...sim Tito Faraci sabe como emocionar quem lê seus enredos.



11222283_414739812048711_8847396502090007227_n


 

Um momento de indignação para o leitor da trama de Faraci, o menino que nosso herói acompanha é desprezado e Tex aproveita a preferência que lhe deram para pedir "um pouco de piche".

 

11813451_414740065382019_9025417965300476945_n

 

 

A reação que o leitor indignado espera ver em Tex nestes momentos Tex esfrega o piche no rosto do comerciante, e o leva diante do espelho para que avalie "quem agora tem o focinho mais preto!!"

 

11742648_414740218715337_4712885597805686355_n

 

A dura despedida entre Superpato e pardal, o desenhista teve o cuidado em desenhar o Pardal de costas, mas a dor do velho inventor criado por Carl Barks é sentida nestas páginas...ao dizer o sofrido "sim" que mostra como foi dolorido aquele momento...essa hq foi feita para explicar que fim levou o pardal esquecido nesta fase futurista do Superpato, acho que os Leitores também aproveitaram este enredo Disneyano de Tito Faraci para dar adeus também ao Pardal..muito sentimento eu chorei um pouco.

Não saia sem comentar no site

Pages