TEX: o Sobrenatural, o genuíno e o falsificado

12039464_1711634285733282_1238431986569901596_n

Quem já leu os Tex 549/550, já pode intuir o porquê que se passam as décadas e Tex ainda e sempre mantém um público fiel de leitores.

Essa é mesmo uma senhora HQ, mexe com o leitor, e tem um clima envolvente. Eu acho que essa história é uma que eu gostaria de ter lido por ocasião da clássica"O Terror das Profundezas"...pois foi também uma Hq que me causou calafrios, a cena da cisterna (primeira aparição do bicho) li de noite, e perdi o sono...enfim, essas duas tramas mostram as duas faces do Sobrenatural em Tex, a primeira, criada na mente de G. L. Bonelli embora horripilante se mostrava, um belo" conto-do-vigário" engedrado por dois espertalhões, a segunda por Boselli, igualmente horripilante já tem um percentual a mais de"Sobrenatural genuíno" (geralmente com Mo12006136_1711635112399866_3903472142187436328_nrisco é assim) e isso nos mostra as duas faces do sobrenatural Texiano, em algumas tramas de Papai Bonelli havia tanto o embuste sobre as superstições das pessoas, quanto o verdadeiro sobrenatural, de" A flor da morte" e "Diablero".

Vemos também as duas faces do sobrenatural Texiana no Velho Mefisto que estreiou como um vigarista esguio, e que aparece na capa do TEC 2 com uma fantasia ridícula e atirando pelas costas em Tex com um revólver humano, bem diferente do Mefisto, que na outra face do sobrenatural Texiana, projeta um corpo astral a distância para ameaçar o nosso Ranger. Acho que essa dualidade de ilustrar o sobrenatural é meio que uma marca da obra Bonelli, e vemos isso em Zagor também, onde o sobrenatural pode ousar um pouco mais, contudo na Hq"A conspiração dos Deuses" vemos um sobrenatural fajuto, e inclusive realizado por índios! 12036518_1711634419066602_3587493834521515071_n12039537_1711634905733220_2617397652210044597_n
Utilizando tecnologias da época ou seja Índios com uma esperteza digna de autênticas" Raposas Brancas"...e o próprio Zagor que sempre encena um truque de teatro para aparecer nas reuniões dos chefes de Darkwood, mas que na saga de "A volta de Hellingen" e "O fim do mundo" e tantas outras deixam evidente que ele de fato é um" enviado de manitu" para proteger o Povo Vermelho.

Não saia sem comentar no site

Pages